Nascido e criado na zona rural do município de Paraty, Luís Perequê captou e traduziu como ninguém as transformações sociais ocorridas com a construção da BR101.Suas composições vão retratando em imagens cheias de poesia a vida cotidiana dos moradores da região e as perceptíveis mudanças a partir desse ponto de vista.
No Cd Cantos da mata Atlântica, compilado e dirigido por Dércio Marques constam sete de sua principais composições e é citado como principal referência da Cultura Caiçara
Gravou seu primeiro disco em 92,”Encanto Caiçara”, patrocinado pela Fundação Botânica Margareth Mee, ainda em vinil, recentemente transformado em Cd.
Poeta, músico, cantador, e produtor musical, suas composições têm sido utilizadas como referência em teses e eventos que discutem o meio-ambiente e a cultura caiçara.Tem composições gravadas por: Dércio Marques, Kátia Teixeira, Daniela Lasálvia, entre outros.
Ativista cultural, orgulhoso de suas raízes,Luís Perequê fundou o Silo Cultural José Kleber e a Vila Caiçara em Paraty, espaços que se propõem a revelar talentos locais e a preservar e divulgar a cultura caiçara.Também criou a Rede Caiçara de Cultura, atual representante do segmento Caiçara na Comissão de Políticas Públicas para Comunidades Tradicionais do Ministério do Meio Ambiente.
Em 2006, lançou seu segundo Cd, “Eu, Brasileiro”, uma parceria entre o Instituto Silo Cultural e a Eletronuclear.

Nenhum comentário :

Luís Perequê anuncia em show a participação de Ubatuba na Flip 2017

Em show realizado dentro da programação da 94ª Festa de São Pedro Pescador de Ubatuba, o músico Luís Perequê, anunciou a participação de Ub...